LOADING

Type to search

Folha de S. Paulo, Brazil, March 26, 2008

Share

Comércio entre Brasil e China registrou forte crescimento em 2007

da Efe, em Miami

O Brasil foi o país que teve um maior aumento na troca comercial com a China, chegando a US$ 9,4 bilhões, segundo um relatório divulgado hoje em Miami. O jornal "Latin Business Chronicle", responsável pela análise, afirma que o Brasil também se destacou como o maior parceiro comercial de Pequim na América Latina, com US$ 29,705 bilhões.

O documento aponta que o comércio entre a América Latina e a China alcançou o valor recorde de US$ 102,611 bilhões em 2007, uma alta de 46,6% em relação a 2006.

As exportações latino-americanas ao mercado chinês subiram 49,4%, chegando a US$ 51,068 bilhões, enquanto as vendas da China à região aumentaram 43,1%, até US$ 51,543 bilhões, de acordo com o "Latin Business Chronicle".

Ao contrário dos Estados Unidos, a América Latina tem um menor déficit comercial com a China.

'De fato, cinco das sete principais economias da América Latina, incluindo o Brasil, registraram no ano passado um superávit comercial com a China', informou o jornal.

O crescimento do comércio entre a América Latina e a China é baseado principalmente em suas necessidades de matérias-primas, mas o país asiático também aumentou seu interesse de exportar a outros mercados que não sejam de lento crescimento como os Estados Unidos, a Europa e o Japão, segundo a análise.

Original link

To read this post, you must purchase a Latin Trade Business Intelligence Subscription.
Scroll to top of page